domingo, 31 de julho de 2011

Abandono

Quando não podemos fazer nada mais que está ao nosso alcance, ficamos revoltados,com sensação de impotência e impedidos de fazer algo concreto, pois existe uma barreira que impede e é algo bem poderoso.
Muito dessas realidades, tem um pouco de nossa culpa, não soubemos avaliar e analisar e administrar nossas escolhas.
Hoje o que acontece é reflexo daquilo que não tivemos consciência e certeza do que era correto.A pobreza assola não somente o Brasil, mas o mundo com extrema pobreza, nas vilas,nos lixões, nas enchentes, nos deslizamentos onde não se pode construir, no analfabetismo.
Sabemos de tantos milhões desviados à luz do dia e nada podemos fazer .Escutamos e assistimos passivamente como nada tivesse acontecendo.Enquanto milhares de pessoas poderiam ser beneficiadas com esse desvio de dinheiro.
Alguns tem se beneficiado com campanhas do governo, mas ainda não é o suficiente e muitos criticam essa ajuda.Se eu sou uma pessoa que quer o bem dos mais necessitados, eu aplaudo essa atitude, pouca, mas tem tirado muitos da extrema pobreza.
Para ajudar poucos e para criticar muitos!
Meu desabafo confronta mais ainda com o blog do meu amigo José Souza que entrei casualmente hoje.Solidarizo com você e o vídeo, sem palavras!

sábado, 30 de julho de 2011

O Anjo e a Gata

Houve um tempo de que o anjo corria atrás da gata, depois que ele brincou e rolou, cansou e foi embora.
O anjo parecia estar realmente enamorado da gata. Mas como vai existir uma relação de amor entre anjo e gata?
Talvez nos sonhos escondidos ou talvez um segredo bem guardado de tudo e de todos.
O anjo foi e deixou a gata perdida e não mais conseguiu achar seu novelo de lã.
A gata ainda tenta encontrar um rumo para seus sonhos perdidos.
Ela ficou triste  e nunca mais foi a mesma.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Aprender

"Aprender é alimentar a alma do saber..."
(Içami Tiba)

Imagem do Google

Essa frase tocou-me no fundo naquilo que eu busco e todas aquelas que também estão em busca do saber. Aprender, ler, buscar informações para meu conhecimento fortalece a minha escrita e tenho notado em meus próprios textos, desde minha primeira postagem até aqui.
Cada dia surge algo novo e estamos cercados de informações, de bons livros, de ótimos blogues com poesia e encantamento.
Quem não alimenta essa alma, é porque não sabe o poder que as palavras podem produzir aumentar, minimizar tantos sentimentos em pequenos contos, em uma frase apenas, uma poesia, um amor esquecido, uma lembrança, uma saudade, um sofrimento, um reencontro, um encontro nobre de palavras.
Tudo o que aprendemos, podem nos levar além do desconhecido. Hoje é diferente de alguns anos atrás, a informação está nas mãos de quem quer tudo está disponível para quem busca esse encontro.
Quanto mais se aprende, mais queremos saber, mais queremos permanecer presentes, mais temos sede e fome de alimentar a nossa alma do saber.
Com todo esse poder nas mãos, também devemos saber usar de maneira correta e que de alguma maneira possa acrescentar e contribuir para um mundo melhor para aqueles que não têm condições de chegar a essa fonte.
E para retribuir estamos colaborando uns com os outros na blogosfera a cada momento que lemos e comentamos.

Vem ser feliz


Vi uma propaganda em vendas em que dizia está frase:
 “Vem ser feliz”
Quem acredita que comprar um eletrodoméstico, um móvel nos deixa ser feliz?
Tentar ser feliz é muito mais que comprar algo de consumo, mas ser você mesmo, acreditar que somos capazes de encontrar momentos em pequenas coisas para ser feliz.
Isso mostra o consumo desenfreado que acontece atualmente, em que as pessoas não se contentam com aquilo que tem. Estão obcecados por produtos que no momento que se tem acaba a felicidade assim que usam.
As pessoas estão tão esquecidas que ser feliz é estar com aqueles que amamos e estar em paz.


quinta-feira, 28 de julho de 2011

Nós fazemos o lugar onde moramos

Imagem do Google


Quando escolhemos um lugar para morar, para fixar raízes, devemos levar em conta que se foi nossa opção, temos que nos condicionar ao lugar, suas peculiaridades e lembrar que nós nos moldamos ao lugar e não ao contrário.
Por mais problemas que exista em um lugar pequeno, as fofocas, os vizinhos bisbilhoteiros, aquilo que não gostamos, temos que viver em sociedade ou ficamos sozinhos e não compartilhamos nada. Nem por isso devemos pensar que  tudo é errado. Nós podemos mudar algo desde que permitam e que tenhamos consciência de que seja para melhor.
Está-se trabalhando, pagando impostos, filhos na escola, certamente se tem retorno do lugar.
Quando optei por onde vivo atualmente, tentei de todas as maneiras me fazer presente na comunidade, tentei me integrar e buscar aquilo que gosto. Se deu certo? Nem todas, mas aprendi a conhecer e estabelecer limites para o que era bom e o que não era tão bom assim.
Pensar e julgar as pessoas do lugar é difícil, pois devemos tomar posição no momento em que acreditamos que realmente fazemos parte, do contrário meu amigo não julgue, não comente e não atrapalhe a vida dos demais, ou melhor, ainda mude de lugar!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Quem ama educa

 " Adolescentes: Quem ama, educa!
Içami Tiba

Estou lendo este livro, e estou adorando cada capítulo, pois nos ajuda a melhorar algumas coisinhas que estão perdidas como pais.
Quando os filhos chegam a adolescência acham que podem tudo, deixam de achar importante estar com os pais para estar com seus amigos e certamente tudo o que falamos é errado e que nada sabemos.
Percebi que quando estão com os colegas, são tudo de coragem, mas quando a gente pede para fazer um simples telefonema, não conseguem, tem vergonha.
Se não estamos  de olho nos cadernos e sermos espertas, dizem que não temas e nem trabalhos.
Ou se dizem que tem trabalho é para encontrar a "galera".
Outra situação é o mundo virtual, devemos estar atentas.Tem mães que dizem eu tenho pavor de Internet, jamais vou ter um msn, orkut ou facebook.
Sinceramente, o meu conselho é não façam isso! Não por se tornarem analfabetas virtuais, mas sim para acompanharem os filhos.
Devemos saber o que estão fazendo na Internet.Quando meu filho pediu para fazer o orkut, consenti com treze anos, mas somente com a foto do perfil e tenho a senha para entrar a hora que quero.Do contrário não deixaria.Mas foi aceito na mesma hora.
Já querem sair e fazer suas programações como adultos, mas não tem dinheiro para tanto.O que podemos fazer é estar atenta para que tipo de festas que querem ir, até tentam ir para as baladas, mas ainda continuamos sendo os pais e responsáveis.
Podem fazer reuniões em casa e devemos conhecer cada colega ou amigo e família que para mim é fundamental.Tenho o telefone de todas os pais e sei onde moram, pois assim terei certeza onde está e com quem está.
O autor descreveu exatamente aquilo que nós pais passamos e não percebemos.
Fomos assim também na nossa adolescência?
O melhor de tudo que hoje podemos ler livros como estes e trocar experiências.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Morte precoce

No fim de semana, só se comentava a morte de Amy Winehouse, em todas as TVs.Por mais que seja uma cantora com talento inconfundível e não soube aproveitar o que tinha de melhor para a música, não era para tanto.
Por quê uma pessoa com todas as condições financeiras e com ascensão na música, pode se destruir em pouco tempo pelo álcool e drogas?
Não estou confirmando aqui que ela morreu por consumo de drogas, mas as imagens dizem por si próprio.Em imagens dela no Google é impressionante a decadência em forma humana.
O que leva uma pessoa a se afundar nisso?
Mas o que me leva a escrever não é sobre a sua morte, mas sim o que as pessoas choram, gritam e esperneiam por algo que nada de bom mostra, por mais linda as música, por mais voz que tenha, acredito não ser um exemplo para ser anunciada em toda mídia e principalmente para os jovens.
Fico até indignada por a TV mostrar como se ela fosse algo para ser seguida.Não deveria nem aparecer em primeira mão e tampouco como dando ênfase internacional à sua morte que para mim quem buscou a morte foi ela e ninguém mais.
E o principal, a família não foi a base para que ela se encontrasse e desse a volta por cima.
Sei também que alcoolismo e drogas depois de ter penetrado em pessoas , jamais voltarão a ser como antes, pois estarão marcada. Cada dia é um dia.
A família que é o porto seguro para todas esse tipo de doenças, drogas e alcoolismo.Uns até conseguem superar sem essa ajuda, mas com muita força de vontade e ter de alguma maneira encontrado consigo mesmo e com Deus.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Debaixo dos caracóis dos seus cabelos...


Escutei essa música do Roberto Carlos e no mesmo instante apareceu um filme nas minhas lembranças de juventude.
Pois com essa pequena frase "debaixo dos caracóis dos seus cabelos", sempre ao encontrar uma amiga de coração(que tinha cabelos crespos) eu falava para ela.Me ajudou muito na minha doce e louca apaixonite aguda entre outras coisinhas mais.
Em que me apaixonei pela primeira vez, aos dezesseis para dezessete anos.
Por mais que a gente diga hoje na idade madura que os filhos devem confiar em seus pais, eu a tinha como minha grande amiga de segredos, de choro, de alegrias e não lembro de ter me cansada dela um minuto sequer. Sempre temos que ter aquela amiga de confiança.
Essa amiga já tinha um pouco de experiência em sua vida e me deu muitos conselhos e me apoiou nas minhas decisões inconsequentes, não me julgou, simplesmente foi minha amiga.
Por isso , essa música me fez lembrar de tantas coisas boas e dela, mas a vida é assim...
Nós escolhemos o caminho, embora ele insista que não seja para este caminho, mas os adolescentes enxergam razão e emoção.
O que conseguimos ver é somente emoção...
Hoje mantemos contato e quando nos encontramos é como estivessêmos vivendo aquela fase, que me fez bem e que temos sintonia sem muitas palavras.
Poderia ter dedicado o dia do amigo a ela, mas estaria excluíndo tantos outros que fizeram parte  também.Ela é uma amiga especial! 

A minha amiga do peito e de alma, jamais a esquecerei. 

domingo, 24 de julho de 2011

O essencial é invisível

"Só se vê bem com o coração.O essencial é invisível para os olhos"
 (Antoine de Saint-Exupéry)      

Quantas vezes nos deparamos com cenas que não conseguimos entender o  que tal pessoa está com aquela pessoa, que não tem nada em comum, seja no temperamento e na beleza.
Por isso quando li uma pequena história sobre um compositor alemão que não estava nos padrões de beleza atual e para completar  era corcunda.
Ficou apaixonado por uma "linda moça", é claro que ela não gostou dele e tampouco o olhava.
Imagino a tristeza desse homem!

Ele foi falar com a "linda moça"  e fez a seguinte pergunta:
-Se ela acreditava em casamentos arranjados no céu?
Sem olhar para o homem respondeu-lhe que acreditava.
-Deus mostra a menina que a gente vai casar antes de nascermos e mostrou-me uma "linda moça" e corcunda. Pedi a Deus que eu fosse o corcunda, pois certamente ela sofreria muito.
A "linda moça" encantada com a declaração o aceitou.

O amor é cego, não enxerga a beleza física, somente o que tem de melhor de sua beleza interior.Com o tempo nos melhoramos muito fisicamente, podemos passar por muitas modificações externas.Nos melhoramos e reciclamos, enquanto que o sentimento do amor nos entregamos à esse sentimento puro e sublime e que só conseguimos ver o outro com os olhos do coração, por isso se torna invisível.
Talvez aquilo que nós enxergamos em pessoas que não tem nada em comum, certamente é um segredo deles.
A beleza vem de dentro para fora e nos torna belo conforme os olhos daqueles que conseguem entender desta maneira.               

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Sentimento de perda

Meu sentimento hoje é de perda, não sei o porquê dessa sensação.Mas é uma dor que não tem explicação.É algo que não tem como traduzir e explicar.
É uma dor que vem lá do profundo de tudo aquilo que penso .
Sei que amanhã já terá passado e já terei encontrado respostas para esse pequeno sentimento que me aflige agora.
Ahhh...esses humanos que sentem tudo e ao mesmo tempo não sentem nada, pois queremos fazer confusões , provocamos um caos em coisas que não tem sentido.
Até choramos por nada...e nos sentimos vazio e completamente sozinhos e tolos, pois ninguém percebeu o que a gente estava sentindo.
Temos uma mania terrível!
Achar que as pessoas tem que adivinhar o que está dentro de nós, se não falamos e não colocamos a boca no trombone.
Sim, somos metade de qualquer coisa que não conseguimos dizer o que sentimos.
Diz-se que sentimento não tem razão, neste momento me encontro sem razão e quero dar razão à isso.
Vou relaxar e deixar o tempo e a razão me consumir...

O que eu sou provém de meus pensamentos de ontem e meus atuais pensamentos constroem
a vida de amanhã.Minha vida é uma criação da mente.
(desconheço o autor)

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Desistir nunca

Tem certas coisas que acontecem na vida da gente e a primeira coisa é desistir...eu sou ao contrário, não desisto, porque é ali que eu encontro forças para que nada me segure.
Parece que tem mais sabor, aquilo que parece ser mais difícil de se enfrentar.
Até pode se ter pessoas influentes por trás, mas não se pode desistir daquilo que a gente acredita, de que não vai mudar o mundo, mas vai mudar uma parte daquelas que fazem parte dele.
Se me pegassem dessa maneira em outra época, eu até já teria desistido e ficado no meu canto, como nada tivesse acontecido.
Com aquela fase de amadurecimento,em que cresci e me fortaleci em diversas partes de meu eu, onde construi minha casa na rocha, de que tudo podemos naquele que nos fortalece, me dá forças para fazer totalmente ao contrário e me atirar de cabeça naquilo que conquistei um dia.
Então minha gente, penso que todos aqueles que queiram desistir de algo, não façam...fiquem firme, fiquem de pé e levem adiante os projetos, os estudos, os desejos e tudo aquilo que está dentro de você para que nada atrapalhe isso, no que acreditam e buscam para o crescimento pessoal e o bem daqueles que nos preocupamos de forma indireta ou direta.

"Quatro etapas para uma façanha:
planejar objetivamente,
preparar religiosamente,
proceder positivamente,
perseguir persistentemente."

(Willian A.Ward)

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Acaso para meus amigos

Acaso
"Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, pois cada pessoa é única
e nenhuma substitui outra.
Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, mas não vai só
nem nos deixa sós.
Leva um pouco de nós mesmos,
deixa um pouco de si mesmo.
Há os que levam muito,
mas há os que não levam nada.
Essa é a maior responsabilidade de nossa vida,
e a prova de que duas almas
não se encontram ao acaso. "
                                                           
                                                             (Antoine de Saint-Exupéry)

terça-feira, 19 de julho de 2011

Falando de amigos...

                                                                 Imagem do Google

O que falar do AMIGO?
Posso falar da experiência que tenho dos meus diversos tipos de amigos...Aqueles que passaram despercebidos pela minha vida, que de repente não ficaram, mas deixaram sua marca.
Ainda posso falar dos meus amigos de infância, que hoje encontro na rua, na minha cidade natal, que não fazem parte dela, mas tiveram  sua importância e foi fundamental no meu crescimento.
Foi lá na rua de casa que corremos, brincamos e na escola  descobrimos o maravilhoso mundo do saber.
Depois foi na adolescência que tive outros amigos que já não são mais esses anteriores, mas descobri que temos que ter amigos para ter segredos e descobrir também que mais de uma amiga, dá ciúme... uma fala da outra.
Mesmo que passe o tempo, tem amigos que ficaram para sempre!
E eu tenho amigos desta época, que ficaram comigo, mesmo que a distância nos separe por quilometros.
De repente não temos nada  em comum, mas temos lembranças.
Algo  ficou... a amizade verdadeira, aquela que ultrapassa todos os limites do tempo, mas não do coração.
Essas verdadeiras amizades não morrem, ficam ali guardadas para quando nos encontrarmos elas desabrochem e mostrem seu valor e seu tesouro.
Tenho amigos que ficaram em outro país, que nos falamos pela Internet ou uma vez ao ano, mas que estão ali guardadas para nosso reencontro.
Quando? Não sei, talvez nunca mais nos encontramos, mas teremos a certeza que vivenciamos muitas alegrias.
Amigos que me salvaram na hora que mais precisei e que se mostraram infinitamente generosos.
Não nos vemos mais.Eles estão lá também...guardados em um canto do meu coração.
Amigos de família, tia, primos , irmãos e mãe que esses sim são amigos mesmo que a gente não queira de vez em quando e que nós sim podemos falar um do outro, jamais outro poderá falar.
Além de sermos amigos, temos sangue familiar, é eles que jamais vão nos abandonar, é nosso porto seguro.
Amigo companheiro, que muitas vezes esquecemos que é nosso maior incentivador(depende de pessoa para pessoa), mas que eu encontrei e tenho ao meu lado, que me compreende, não me julga e não fala de mim.
Amigos da rede social da Internet, aqueles que pedem para te adicionar como amigo e passam na rua e nem te olham, tampouco sabem quem é você.
E meus novos amigos virtuais blogueiros, que cada um com suas  diversidades, os tenho como amigos, que aprendo, me emociono, rio, compadeço, sigo,me informo, me oriento e até cozinhar e costurar me tentam, sem ao menos conhecer, mas considero amigos em cada um que passo  que leio e deixo meu comentário.
Amigos de todas as raças, de todos os credos e nacionalidades, esses são MEUS AMIGOS.


segunda-feira, 18 de julho de 2011

O amor pode dar certo

"Tudo pela última vez eu prestei atenção"


Assisti um filme lançado em 2006, é a terceira vez que assito e choro como uma criança, embora fale sobre o Amor, grande busca de todas as pessoas.
O filme é dramático, pois os dois estão doentes em fase terminal e acreditam que o amor pode dar certo,por mais que o tempo não lhes dê mais esse tempo...
Como não vou chorar?
Uma pergunta marcante em que ela pergunta para ele se ele não ficou com raiva do mundo quando descobriu que estava doente e a sua resposta foi que não , porque não saberia dizer o que é justo ou injusto, que não podia culpar ninguém e nem Deus, só aconteceu!!!
Vale a pena, assistir novamente.

"Quero estar aonde você estiver..."

sábado, 16 de julho de 2011

Blogagem Coletiva-Fases da Vida-Maturidade

Quando eu amadureci...


Proposta

Eu casei com 23 anos, com uma pessoa que namorei um fim de semana e na segunda fui pedida em casamento e aceitei no ato.
Loucura?! Sim, pois fui viver em outro país completamente desconhecido, idioma ,cultura e um futuro esposo para conhecer.
Sei que poderia contar lá na minha juventude, mas deixei para esta fase, pois onde acreditei que iria amadurecer logo.
O que na realidade não foi,só fui compreender isso aos quase 40 anos...
Estamos casados a 18 anos , tivemos crises, mas todas financeiras e nenhuma de ciúmes e algo parecido.Nosso relacionamento sempre foi baseado na confiança.
Diálogo por parte dele, não minha, mas como a gente vai se ajeitando nos caminhos, aprendi com ele, essa parte.(Ex-seminarista, um ponto à meu favor).Temos dois filhos que me completam e me ensinam muito.

Fiz de tudo para me encontrar na profissão, nos cursos e nos estudos, nenhuma foi bem o que estava buscando.Acho que já fiz de tudo um pouco...Ainda não me encontrei totalmente!
Na parte da profissão falta algo,vou descobrir.
De uma certeza eu tenho, na maturidade espiritual já me encontrei e estou amadurecida na fé.Amo o que faço e para quem faço, descobri muito depois que fizemos o Encontro de Casais com Cristo.
Somos um mistério, pois cada dia me conheço mais e vai contribuindo para melhorar meu comportamento.
Não mudei de uma hora para outra, fui lapidada aos poucos e falta muito.
Penso que nossa maturidade não é somente casar, ter uma profissão definida, ter filhos bem encaminhados, mas estar em sintonia com tudo aquilo que gostamos de fazer e que acreditamos que somos capazes de realizar e deixar que Deus nos leve para caminhos do bem.
De poder cair e levantar e aprender com tudo aquilo que chegou até nós, por escolha ou opção.
Tudo isso que fiz, talvez tivesse sido loucura, mas a bagagem e o conhecimento que tenho, ninguém poderá me tirar, é um pouco do que eu amadureci...

"Sua maturidade começa a crescer quando você começa a perceber quando
 sua preocupação com os outros é maior que com si mesmo."
(John MacNaughton)






quarta-feira, 13 de julho de 2011

Espere o melhor

"Espere o melhor,prepare-se para o pior e aceite o que vier."
(Provérbio Chinês)


Tudo que buscamos para nossa vida sempre será o melhor, nada menos do que isso.Eu pelo menos busco isso, nada mais do que isso.
De qualquer maneira nem sempre dá certo aquilo que buscamos realizar, muitas vezes não sai muito bem o que pensamos ou planejamos.
Não me preparo para o pior não, pois acredito naquilo que quero, mas de uma certeza eu tenho, aceito sempre o que vem.
Certamente é para que eu consiga ver com outros olhos e para que eu melhore certas atitudes ou imperfeições.
O tempo vai nos mostrando aos poucos e vai melhorando conforme nosso crescimento nestes detalhes que são importantes e significativos, tanto para nós , como para aqueles que fazem parte de nós.
No cotidiano não conseguimos visualizar num todo,mas aos poucos vamos nos moldando conforme nos é exigido.

"Faça o melhor,acredite que não tem nada de pior e cresça com tudo isso."


segunda-feira, 11 de julho de 2011

Buscando proclamar tua vida...


"Eis que Eu vou Proclamar Tua Vida!"

 
Sabe quando certas coisas acontecem como para dar um aviso, pois é este fim de semana foi mais ou menos assim.Eu não estava preparada, mas quando nos ajeitamos para uma caminhada, tudo tem sentido.
Participamos de uma formação para a "Missão Sempre", para quem não conhece, é um trabalho em que nós estamos nos preparando para o "Anúncio do Evangelho" para o Ano que vem.(Santas Missões Populares)
Se eu queria estar, eu não sei, mas como acredito e caminho no  encalço de algo Maior e que nos Orienta, estou participando e me preparando para tal.
Olha os mistérios aí rondando...
E me vejo cada vez mais envolvida com as questões que infelizmente fogem da realidade atualmente.
Estou buscando orientação para caminhar em família e na família com presença de Deus em nosso lar e de todas as famílias que precisam de um pouco de alegria e conforto.
Acredito que todos tem uma missão aqui, então vou fazer parte da  minha.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Buscar o amor

"O amor sempre faz o bem!"
Imagem do Google

Se você ama, você faz o bem...se eu amo eu também faço o bem...
Por isso busco o amor em todas as formas que elas possam aparecer, o mais difícil é amar o desconhecido.
Se Deus é amor porque temer o desconhecido?
Mistérios...
Buscando o amor no que mais precisa, naquele que menos tem, no que é pobre em " não ter" e ainda mais importante  em " não ser".
Buscamos ser a imagem de Deus , mas é nesta realidade que devemos por em prática aquilo que acreditamos viver e acreditar.
O amor faz vivenciar essa difícil tarefa que Deus nos dá.
Que eu busque o amor neste novo jeito de caminhar com a presença de Deus...e para todos aqueles que buscam o amor em todas as formas de amar.
Paz e bem



quarta-feira, 6 de julho de 2011

Novo caminho

Imagem do Google

"Não tenho um caminho novo.O que eu tenho de novo é um jeito de caminhar."
(Thiago de Melo)


Eu sempre coloco em meus textos sobre escolher novos caminhos.Que nós decidimos os caminhos que estão ali para serem escolhidos.Mas quando li está frase, me questionei, se realmente não temos um caminho novo, na realidade é nossa maneira de atuar que faz pensar que são caminhos novos.
Complicada eu?!
Olhei um momento para meu passado, aquele que muitas vezes trazemos para nosso presente e sinto que no "andar da carroça, as abóboras se ajeitam...".Verdadeiro e único, pois nós crescemos conforme vivemos,construímos, derrubamos, enfrentamos, arriscamos e criamos aquilo que para nós é um caminho, mas na realidade foi nosso novo jeito de caminhar que nos deram oportunidades de avançar neste caminho que a primeira vista é novo.
Que não era novo e sim um forma de ver as coisas totalmente diferentes daquilo que um dia acreditávamos e partimos para uma nova virada em nossa vida.
Para alguns talvez seja muito difícil de enfrentar mundos desconhecidos, pois o novo assusta...
Mas basta ter coragem e ânimo para desvendar nosso jeito e maneira de ver o mundo. Estamos aqui para descobrirmos que tudo é possível e somos capazes, desde que tenhamos fé em nós!






domingo, 3 de julho de 2011

Senti falta...



Nestes dias que estive ausente por problemas na internet, senti uma falta enorme de meus amigos virtuais, de passear pelos blogues, dar uma espiadinha aqui, deixar um comentário acolá.
Penso em ser um vício muito bom, pois ao mesmo tempo que estamos por aqui, lemos muito e aprendemos mais ainda com a diversidade infinita daqueles que acompanhamos.
Mesmo não conhecendo as pessoas que estão do outro lado, nos apegamos pela forma que escrevem, pela sua mensagem que nos faz refletir, por aquele carinho que nos dá sem pedir nada em troca.
Isso chamo de amigos!
Não importa se são virtuais, importa que nos faz bem...Um dia quem sabe poderemos nos encontrar.
A vida dá tantas voltas, quem sabe nos encontraremos por este mundão!

Hoje retornei para dizer-lhes a cada um que senti sua falta...

"Sentir falta nos proporciona abrir nosso coração e acalentar nossa alma..."

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Silêncio com as palavras

                                                         Imagem do Google


Como é difícil manter-se fiel aquilo que acreditamos e queremos fazer. Tive uma experiência com pessoas das quais gosto, mas não gosto da forma como usam as palavras em relação aos demais.
E por mais que a gente diga delicadamente que não é de bom tom falar mal de alguém, pois vem ao nosso encontro mais cedo ou mais tarde.
Tarda, mas não falha.
Eu estou escutando, mas não ouvindo...
Tento deixar que coloque tudo para fora, mas eu não consigo ficar calada diante de tanta injustiça.
Eu não gosto de fazer comentários de pessoas que não conheço, nem o suficiente e nem  quem conheço demasiadamente.
O que sempre alerto para essas situações, é que devemos ter certeza daquilo que estamos falando e por que tanta maldade nas palavras, quanta satisfação de falar assim.
E cidade pequena, é pior estão situações.
Tento sempre me colocar no lugar de quem está sendo "esfaqueada” pelas costas, a pessoa não tem como defender-se, pois não está ali  e tampouco alguém falaria na sua frente.
Penso que as pessoas que fazem desta maneira (não que eu não comente nada de ninguém... não sou perfeita!), mas contesto a maldade em si.
Mesmo assim tenho consciência que não se pode falar ou acusar ninguém sem provas...
Cada dia para mim é uma renovação neste sentido para que eu possa me melhorar como uma pessoa tentando acreditar que tudo pode ser modificado desde que tenhamos convicção que muitas pessoas e eu incluída possamos ser luz para outras tantas que precisam de nosso apoio e consideração.








De volta

Amigos... Desde Dezembro, tanta coisa aconteceu...Minha vida deu 360º , mas se estou feliz? Estou em paz, leve e solta...(não no sentido...