quinta-feira, 26 de julho de 2012

É útil


Imagem Bel Rech

"É indispensável conhecermo-nos a nós próprios;mesmo se isso
não bastasse para encontrarmos a verdade, seria útil, ao menos para regularmos a vida,
e nada há de mais justo."

(Blaise Pascal)

domingo, 22 de julho de 2012

Blogagem Coletiva - Corpo de Mulher



Mulher de 40


“Tome a mesma mulher aos 20 e aos 40 anos.
No segundo momento ela será umas sete ou oito vezes mais interessante, sedutora e irresistível do que no primeiro. Ela perde o frescor juvenil, é verdade. Mas também o ar inseguro de quem ainda não sabe direito o que quer da vida, de si mesma, de um homem.
Não sustenta mais aquele ar ingênuo, uma característica sexy da mulher de 20. Só que é compensado por outros atributos encantadores de que se reveste a mulher de 40. Como se conhece melhor, ela é muito mais autêntica, centrada, certeira no trato consigo mesma e com seu homem.
Aos 40, a mulher tem uma relação mais saudável com o próprio corpo e com seu cheiro cíclico. Não briga mais com nada disso. Na verdade, ela quer brigar o menos possível. Está interessada em absorver do mundo o que lhe parecer justo e útil, ignorando o que for feio e baixo-astral. Quer é ser feliz!
Se o seu homem não gostar do jeito que ela é, que vá procurar outra. Ela só quer quem a mereça. Aos 40 anos, a mulher sabe se vestir. Domina a arte de valorizar os pontos fortes e disfarçar o que não interessa mostrar. Sabe escolher sapatos, tecidos e decotes, maquiagem e corte de cabelo.

Gasta mais porque tem mais dinheiro. Mas, sobretudo, gasta melhor. E tem gestos mais delicados e elegantes.Aos 40, ela carrega um olhar muito mais matador quando interessa matar;finge indiferença com mais competência quando interessa repelir.

Ela não é mais bobinha. Não que fique menos inconstante. Mulher que é mulher, se pudesse, não vestiria duas vezes a mesma roupa nem acordaria dois dias seguidos com o mesmo humor.

Mas, aos 40, ela já sabe lidar melhor com este aspecto peculiar da condição feminina. E poupa (exceto quando não quer) seu homem desses altos e baixos hormonais que aos 20 a atingiam - e quem mais estiver por perto - irremediavelmente.

Aos 20, a mulher tem espinhas. Aos 40, tem pintas, encantadoras trilhas de pintas. Que só sabem mesmo onde terminam uns poucos e sortudos escolhidos. Sim, aos 20 a mulher é escolhida.

Aos 40, é ela quem escolhe. E não veste mais calcinhas que não lhe favorecem. Só usa lingeries com altíssimo poder de fogo. Também aprende a se perfumar na dose certa, com a fragrância exata.

A mulher aos 40, mais do que aos 20, cheira bem, dá gosto de olhar, captura os sentidos, provoca fome. Aos 40, ela é mais natural, sábia e serena. Menos ansiosa, menos estabanada. Até seus dentes parecem mais claros.

Seus lábios, mais reluzentes. Sua saliva, mais potável. E o brilho da pele não é o da oleosidade dos 20 anos, mas pura luminosidade. Aos 20, ela rói unhas. Aos 40, constrói para si mãos plásticas e perfeitas.

Ainda desenvolve um toque ao mesmo tempo firme e suave. Ocorre algo parecido com os pés, que atingem uma exatidão estética insuperável. Acontece também alguma coisa com os cílios, o desenho das sobrancelhas.

O jeito de olhar fica mais glamoroso, mais sexualmente arguto. Aos 40, quando ousa no que quer que seja, a mulher costuma acertar em cheio. No jogo com os homens, já aprendeu a atuar no contra-ataque. Quando dá o bote, é para liquidar a fatura.

Ela sabe dominar seu parceiro sem que ele se sinta dominado. Mostra sua força na hora certa e de modo sutil. Não para exibir poder, mas para resolver tudo a seu favor antes de chegar o ponto de precisar exibi-lo. Consegue o que pretende sem confrontos inúteis.

Sabiamente, goza das prerrogativas da condição feminina sem engolir sapos supostamente decorrentes do fato de ser mulher. Se você, anda preocupada porque não tem mais 20 anos - ou porque ainda tem mas percebeu que eles não vão durar para sempre - fique tranquila.

É precisamente aos 40 que o jogo começa a ficar bom!”

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Há amigos




Imagem via tumblr

Há amigos eternos, amigos que são de pele e outros que são de ferro.Há amigos do tempo da escola, do trabalho, da universidade, da tropa.Amigos que se fazem, outros que se elegem e os amigos que se adotam.Há amigos da alma, do coração, de sangue.Há amigos de vidas passadas, amigos para toda a vida. Amigos que são mais que amigos.Há amigos que são como irmãos, outros que são como pais... também há amigos que são como filhos.
Há amigos que estão conosco nos bons momentos e outros que estão sempre conosco.

Há amigos que se veem, outros que se tocam, outros que se escrevem.
Há amigos que se vão embora, que nos deixam, amigos que voltam e outros que ficam.
Há amigos imortais e amigos de distância.
Há amigos que se estranham, que se choram, que se pensam. Amigos que se desejam, que se abraçam, que se admiram.
Há amigos da noite, das sestas e da madrugada.
Há amigos homens, amigas mulheres, amigos cães.
Há amigos que deliram, outros que são poetas. Há os que dizem tudo e os que não dizem nada.
Amigos novos, amigos velhos e velhos amigos.
Há amigos sem idade, amigos gordos, magros.
Há amigos que nos chamam, outros que nem sequer os chamamos.
Amigos de pouco tempo, amigos de há uma hora, recentíssimos.
Há amigos que deixamos que se vão, outros que não podem vir, amigos que são ativos e outros amigos de barro.
Há amigos de palavra, amigos incondicionais.
Há também amigos invisíveis, amigos sem lugar, amigos da rua.
Também há amigos que têm muito valor, amigos que pesam, amigos que são... amigos meus, amigos teus, amigos nossos.

Há muitos amigos: amigos comuns, amigos do teatro, da música, amigos de verdade.
Há amigos que estão tristes, outros que estão alegres, outros que simplesmente não estão.

Há amigos que estão na lua, outros com os pés na terra e outros no céu.
Todos, absolutamente todos os amigos, têm algo em comum: são indispensáveis!!
Nunca te esqueças...
Ah!!! esquecia-me de te dizer que tambem há amigos como VOCÊ, que te tenho sempre no coração.

Hector José




domingo, 15 de julho de 2012

Blogagem Coletiva 5ª Fase - Reintegração




Vida
Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.
Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas
que eu nunca pensei que iriam me decepcionar,
mas também já decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
e amigos que eu nunca mais vi.
Amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.
Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
e quebrei a cara muitas vezes!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial 
(e acabei perdendo).
Mas vivi!
E ainda vivo!
Não passo pela vida.
E você também não deveria passar!
Viva!!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é MUITO para ser insignificante.

- Augusto Branco -

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Meia Veia - Lar Santa Bárbara




Imagem autorizada 

Hoje visitamos o Lar Santa Bárbara  que fica em Sapucaia do Sul-RS, onde vivem 06 idosas e 18 idosos com a Coordenação de três irmãos.
Fomos recebidos pela Sra. Edi que nos mostrou as dependências do Lar, que carece de muita ajuda.
Vivem de doações e somente três dos idosos recebem visita das famílias e o restante apenas deixam lá e nunca mais aparecem.
Recebem muitas doações de alimentos e roupas, mas carecem de produtos de limpeza e higiene.No momento precisam também de camas e colchões.
É gratificante fazer as doações do Projeto Meia Veia, de poder fazer um pouquinho, como disse uma amiga, é uma gota no oceano e tenho certeza que é.
Pois, a Sra.Edi mantém o Lar com mais dois irmãos e tem muito amor no coração, não é fácil ver a situação e se manter nela todos os dias da semana, meses e anos.
Isso sim é doar-se de maneira integral.Saímos de lá com todos os pensamentos possíveis, que reclamamos por muito quando existem pessoas que não reclamam por quase nada.
É sempre uma lição e um aprendizado quando nos deparamos com essas situações.
Peço a Deus que ilumine essas pessoas para que possam seguir com saúde a iluminar o caminho dessas pessoas que tanto necessitam.
Aos amigos que me apoiaram e doaram meias e tempo...Deus os abençoe!

LAR SANTA BÁRBARA
Rua:Taquara 48- Walderez
Sapucaia do Sul-RS
Fone:(051) 34537793(Everaldo/Edi)

segunda-feira, 9 de julho de 2012

É o que eu penso

Imagem do Face

Em todo esse tempo de blogueira e nas redes sociais, pesquisando, lendo,compartilhando e aprendendo me deparei com essa frase e imagem no facebook, que foi a que mais gostei e que fala tudo aquilo que gostaríamos de dizer, que pensamos e que me incluo nela também, pois sou uma "pessoa" que erra, que pensa, que fala, que tem sentimentos que nos mudam, que manipulam e que nos ensinam e que arriscamos.
Sempre queremos a verdade, mas quem definitivamente mostra realmente seu verdadeiro eu?
Tem que ser muito transparente mesmo.
Outro dia teve uma polêmica por estes lados e coloquei o que pensava e assumi minha atitude a até escrevi em algumas postagens sobre julgar, condenar e absolver.Doeu em muitas pessoas a minha opinião.
Mas a minha verdade não é a verdade do outro, as pessoas deveriam pensar assim.O que pode não ser para mim, pode servir para os demais e assim vice-versa.Tranquilo até aqui, desde que não machuque ninguém.Tem muitas pessoas que gostam de apontar a sua bandeira e somente as delas estão brancas e as demais que tem e levantam suas bandeiras estão sujas.Para mim isso é hipocrisia.Apontar para os demais é fácil, mas rever sua postura e suas próprias atitudes é completamente difícil.
Ver-se nitidamente no espelho, de vez em quando é bom.Eu me olho sempre e sei claramente o que sou, o que penso eu falo, não fico imaginando nada...
Assim sou, com erros, com frustrações, com decepções, com amarguras, mas sei me posicionar e tenho opinião formado sobre o que falo.
Mas também tem o meu outro lado que respeito o que o outro fala, posso não concordar, mas respeito é fundamental.
As minhas vontades sempre tento deixar bem claro, para que não haja equivoco no futuro, embora muitas pessoas escutam uma coisa e façam outra.
Interpretação de texto é o que falta para um bom número de pessoas que acham que são letradas, mas na realidade são alfabetizadas, nada mais...


terça-feira, 3 de julho de 2012

O tempo que passa


Imagem do Google

O segundo semestre foi iniciado. O tempo avança. Às vezes fico em dúvida: as pessoas correm demais ou os dias andam depressa? Evidente que o ritmo tem acelerado a vida de todos. O tempo segue a normalidade. Nunca encontraremos um minuto tentando agilizar os seus respectivos 60 segundos. Por outro lado, aumentaram os compromissos e as horas acabaram parecendo escassas. Não podemos culpar o tempo. Lamentar até que é aceitável. Mas em nada ajuda.

Convém olhar mais para a vida do que para o relógio. Viver não é somente fazer. Ocupações são inevitáveis. O volume pode ser dimensionado, elencando prioridades. Penso que jamais teremos tempo suficiente para tudo. Mas com o tempo que dispomos, dá para fazer muito, sem comprometer o físico e o emocional. Quando tudo é urgente, desqualifica-se o essencial. Há os que se perdem no trivial e já não sabem por onde avançar.

O tempo passa. Não tem por que se angustiar. Muitos organizam-se a partir das buscas e distribuem ao longo dos dias e anos o que desejam fazer. Simplesmente vivem. Sabem que os anos serão somados, que as marcas se tornarão visíveis. Não apressam e nem retardam o passo. Pelo contrário, imprimem sabor em tudo o que deve ser feito. Evidentemente que são pressionados. Mas administram sem vacilar. Sabedoria exemplar que não dá margem para ansiedade e frustração.

Talvez seja necessária uma vida toda para aprender a dinâmica do viver. Não se trata de tarefa impossível, mas requer habilidade. Depois que os valores ficaram no esquecimento, tornou-se mais difícil humanizar-se. Por muito tempo, exercitamos o ter em detrimento do ser. Passados alguns séculos, pode-se concluir que o ter não conseguiu dar um verdadeiro embasamento ao ser. Não são poucos os que têm coisas, mas convivem com um dramático vazio existencial.

Que o segundo semestre possa favorecer serenidade aos dias que seguirão em contagem regressiva, mas que poderão oportunizar profundas realizações. Depende das escolhas e da criatividade, ao elencar prioridades. Pois, sempre haverá tempo suficiente quando há clareza do caminho da felicidade.

(Frei Jaime Bettega)

domingo, 1 de julho de 2012

Conserve os amigos


Imagem tumblr

"Só existe uma coisa melhor do que fazer novos amigos:
conservar os velhos."