domingo, 1 de setembro de 2019

Olhos nos olhos -Parte do Reencontro




Imagem Google


-Não sei se quero sofrer de novo. Agora estou saindo de sua cama, não tenho muito que pensar. Preciso que me dê um tempo.
-Tempo eu não quero, posso te propor que saíamos algumas vezes para poder mostrar que realmente quero dar uma chance para nós dois. E assim vamos aproximando aos poucos, embora prefiro essa aproximação. Chegou perto de mim e encostou-me  na parede da porta que dava para a cozinha. Prendendo minhas mãos e beijando meu pescoço. Não tinha como resistir a tudo isso, era covardia de sua parte, pois ele me deixava louca como sempre, não tinha como pensar quando fazia isso. E nada mudou no seu toque e sua sedução. Deixei-me levar por seus beijos, por sua língua que exigia cada vez mais e meu corpo não resistia a todo esse desejo. Segurou meus braços acima da cabeça com uma mão e a outra desvendou meus segredos e me deixei levar até a mesa, não tivemos pressa desta vez, foi algo para recuperar, algo para ser prolongado e deliciosamente aproveitado.
Olhos nos olhos, sentindo tudo aquilo que um dia sentimos mais maduros, conscientes dessa paixão que exigia mais do que eu imaginava. Estava sentindo o mesmo por parte dele, embora não lesse seus pensamentos, mas seu olhar cumpria essa promessa.
(Bel Rech)

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olhos nos olhos -Parte do Reencontro

Imagem Google -Não sei se quero sofrer de novo. Agora estou saindo de sua cama, não tenho muito que pensar. Preciso que me dê...