quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

2ª Carta de Beethoven "Minha amada imortal"

Aqui sestá a segunda carta de Beethoven a sua amada...sofri com a atriz lendo a carta.Se foi assim não saberemos,se ela realmente recebeu e foi a amada que ele tanto levou em seu coração, é dilacerante...

Segunda noite de 6 de julho de 1812
Você está sofrendo, minha querida criatura. Só agora percebi que as cartas precisam ser enviadas nas segundas ou quintas de manhã bem cedo. Os únicos dias em que o correio vai daqui para K. Você está sofrendo. Ah, não importa onde eu estou, você está lá. Eu arrumarei isso entre eu e você para que possa viver contigo. Que vida!!! Assim!!! Sem você, perseguido pela bondade humana, o que pouco quero merecer é o que mereço. A humildade do homem diante do homem me machuca. E quando me considero em relação ao universo, o que eu sou e o que é Ele, a quem chamamos de maior, ainda assim, nisto reside a divindade do homem. Choro ao pensar que provavelmente não receberá a minha primeira carta antes de sábado. Por mais que você me ame, eu te amo mais. Mas nunca se oculte de mim. Boa noite. Devo ir dormir. Oh, Deus! Tão perto! Tão longe! Não é o nosso verdadeiro amor uma construção celestial, mesmo assim é firme como as colunas do céu?
"Busquei as cartas de Beethoven no Google, não citarei um site especial"

10 comentários:

  1. Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos perídos mais
    marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso? (sinopse do meu blog)
    Acessa o meu blog?
    "Blog de uma adolescente"

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

    Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
    Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.
    Atenciosamente Tainã Almeida.

    ResponderExcluir
  2. Bel que linda essa carta. Quero um amor desse. Tão profundo. Vou ler a carta anterior, pois comecei por essa.
    Beijos
    adriana

    ResponderExcluir
  3. Puxa que carta linda, intensidade muita nela, e parabéns pela tua pesquisa!! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Oi Bel!
    Que amor profundo, intenso, até um tanto angustiante por se realizar.
    Gostei muito de sua visita e comentários carinhosos aos meus posts.
    Beijinhos e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  5. olá já sigo seu blog e gostaria muito que participasse dos sorteios que estão rolando no blog conto com sua participação beijos e boa sorte http://marcelaminhasartes.blogspot.com/2011/12/grande-sorteio-aqui-no-blog.html

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Passando para deixar um convite: Está tendo 2 sorteios no blog, e quando quiser passa lá e se gostar participa!

    Bjs; Janini

    http://perfumedepitanga.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida
    Recortei esse trecho:
    "Ah, não importa onde eu estou, você está lá. Eu arrumarei isso entre eu e você para que possa viver contigo. Que vida!!!"
    Me disse ao coração neste período difícil pra mim...
    Bjm de paz

    ResponderExcluir
  8. Que amores sofridos, não é mesmo?
    Muito linda essa carta. Desconhecia.

    Entretanto, em relação ao meu comentário na BCN, verifique se no sitio de aprovação dos coemntários no painel do blog, eles não estão indo para spam.

    Houve um tempo que a Josy não conseguia aprovar comentários pois eles estavam indo todos para spam.
    Beijinhos além-mar.
    Rute

    ResponderExcluir
  9. Bel,cartas de amor sempre nos comovem!Linda demais!Bjs e meu carinho!

    ResponderExcluir
  10. Bel, Beethoven, por ser músico, tem muita sensibilidade, portanto, seus sentimentos potencializados. Daí, deve ter sofrido muito. Q triste! Muita paz!

    ResponderExcluir