sábado, 22 de junho de 2019

Reencontro...





-Encontrei-a outro dia e ela me convidou para seu aniversário, dizendo  que teria muitas pessoas conhecidas. Como estava devendo uma visita, resolvi aceitar. Sabia que não poderíamos conversar hoje. Fiz uma força para prestigiá-la, como tinha nenhuma programação, aceitei de imediato.
-Desta vez ela nos pregou uma peça. A festa é dela, mas a surpresa é nossa. Pensei que nunca mais nos encontraríamos, depois da última vez que estivemos juntos.
-Pensei como você. E sua esposa veio junto?
-Não. (pausa) Nos separamos.
-Hummm (meu coração pulou, mas não saiu). Sinto muito!
-Não sinta, nossa relação estava desgastada.
-Uma separação é dolorosa de qualquer forma. .A gente já está acostumado com o outro, escovas de dente sempre juntas e depois não há nada. E a companhia faz falta de vez em quando. Sorri. Ele estava compenetrado no que eu estava falando.

Continua....


Bel Rech

sexta-feira, 21 de junho de 2019

Reencontro...continua!



Minha cabeça dava voltas e o vinho fazendo mais reviravoltas, pensando que jamais o encontraria e esse seria o último lugar para reencontrá-lo. Continuava lindo como da última vez que nos vimos, com mais linhas finas ao redor de seus olhos negros, que continuavam suplicantes  como sempre, o corpo continuava deliciosamente forte, leves fios de  cabelos grisalhos e as mãos continuavam do mesmo jeito. Será que tinha o mesmo toque? E a boca carnuda e o sorriso perfeito. Cada detalhe aguçou meu apetite lembrando-me que fazia algum tempo que não sentia nada parecido por alguém.
-Uma noite linda para ficar no jardim! Fugi um pouco do barulho para apreciar um pouco desta maravilha.
-Eu também dei uma fugida para buscar um pouco de ar, lá dentro estava muito quente. E você, o que tem feito? Pelo que falei com a Regina, fazia algum tempo que não a via.

E continua...

Bel Rech

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Reencontro...continua!





A lua, trouxe-me  muitas recordações!-Falou a voz
Muitas recordações vieram a minha cabeça, como num filme. Nós nos encontrávamos em uma estrada deserta e geralmente a lua era testemunha. Virei devagar para não cair, quando encontrei os olhos de Eduardo.
-Olá, quanta surpresa! Você por aqui. Como vai? - Pensei comigo. Essa era a surpresa da minha amiga.
-Bem e  você?-Respondeu Eduardo.
-Comigo está tudo bem. Não sabia que estaria por aqui! Dá última vez que soube de você, estava fora do país.
-Voltei alguns dias, pois tenho assuntos para resolver. Encontrei a Regina, falamos sobre os velhos tempos, que daria uma festa e já que estava por aqui, poderia encontrar velhos amigos. E realmente encontrei!


E continua...

Bel Rech


Reencontro....continua!



Imagem via Tumblr

Toquei a companhia. Regina abriu a porta com um sorriso amplo e bem humorado como sempre, deu-me um grande abraço e fez sinal para entrar.
Entramos numa sala cheia de convidados. Alguns me recordavam brevemente, outros nunca tinha visto, mas logo já estava entrosada.
Ela saiu para atender outros convidados e não deu tempo para perguntar sobre a surpresinha.
Tomei uma taça de vinho, mais uma e a conversa fluía normalmente, não me lembro de ter comido algo. Fui caminhando até o jardim, já que estava encantada com a casa. Cheguei até uma parte do jardim repleto de plantas, sentei-me em um banco rústico. Ali dava para contemplar tanta beleza do verde e das flores multicoloridas e uma lua cheia para dar mais luz ao ambiente.
De repente ouvi alguns passos e ouvi aquela voz que jamais poderia esquecer. Meu coração começou a bater descompassado, suei frio, não tinha coragem de olhar para trás, acreditando ser um fantasma.


Continua...

Bel Rech

Reencontro...continua!


Enquanto saía do restaurante correndo até chegar ao meu carro, fiquei curiosa para saber o que seria. Agora fiquei ansiosa, pois o sorriso dela era muito maroto.
Enfim chegou o dia da tão dita e surpresa festa.  Coloquei um vestido preto, nunca erro essa cor e também olhei minha silhueta no espelho, leve barriguinha, mas o preto disfarçava. Coloquei um sapato preto de salto e retoquei o batom.
Mantive a maquiagem como sempre, leve, mas exagerei no batom vermelho. Para uma festa poderia exagerar um pouco. Talvez encontrasse alguém interessante nesta festa!
 Não demorei em encontrar o endereço, um bairro novo e casas novas, com árvores ambos em os lados e todas com cores dos mais diversos tons de verde.  Pensei que, se não me sentisse tão segura no meu apartamento até gostaria de morar em um lugar assim, tranquilo e gostoso, em que os jardins ficavam sem cerca, iluminado  e com segurança na entrada.
Estacionei, dei uma olhada no espelho para ver se estava tudo em ordem. Desci e caminhei alguns metros, já estava na porta.


Continua...

Bel Rech

terça-feira, 18 de junho de 2019

Reencontro...continua


Essa minha amiga de adolescência, de festas, segredos e coração, a Regina. Vivíamos sempre juntas, irmãs de alma. Podíamos sempre contar uma com a outra em qualquer circunstância e em qualquer emergência.
Passaram-se tantos anos, mesmo que mantivéssemos contato, raramente nos encontrávamos. Esse foi um reencontro maravilhoso e me fez recordar pessoas do meu passado em que eu acreditava estar enterrado naquela cidade e no meu coração.
A vida é muito estranha e nada deixa passar, mesmo que os anos passem algumas coisinhas do coração, pendentes, ficam escondidas, mas jamais cicatrizadas.
Neste encontro não tivemos muito tempo de colocar a conversa em dia, pois eu estava atrasada para uma reunião. Então, Regina insistiu para que eu fosse a sua festa, pois teria uma grande surpresa para mim. Tive que rir.  Que surpresa ela teria, se fazia algum tempo que não tínhamos mais conversado. Deixei para lá e confirmei com ela.



Continua...

Bel Rech
Imagem via tumblr

Reencontro...

Senti que algo me apertava e não conseguia me soltar. Um peso! Tentava de todas as maneiras levantar, algo me prendia...
Meus olhos continuavam fechados e eu tentava descobrir porque estava presa até o momento que consegui abrir e perceber que um braço estava enroscado na minha cintura como uma corrente.
Lembrei-me da noite anterior, depois de algumas taças de vinho e tentei lembrar tudo que aconteceu, mesmo que a minha cabeça estivesse latejando.
Mas deixei que aquele braço forte se mantivesse ali, pois era o que eu mais queria naquele momento tentar lembrar o que acontecera.
Na noite anterior fui convidado a uma festa de uma grande amiga, que não nos víamos a muito tempo.Foi um encontro casual em um restaurante , trocamos telefones e me convidou para sua festa de aniversário que seria dois dias depois.

Continua...

Bel Rech
Imagem via Google

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Plena

Sempre em busca do que nos faz bem...estar plena!
Mas o que nos deixa estar em plenitude? Estar completo, cheio, na totalidade...
Quando descobrimos o que nos deixa plena, encontramos uma paz inexplicável.
Será que é a maturidade?
Será que é as escolhas?
Será que é as atitudes?
Será que é as decisões?

Bel Rech
Imagem Google

Olhos nos olhos -Parte do Reencontro

Imagem Google -Não sei se quero sofrer de novo. Agora estou saindo de sua cama, não tenho muito que pensar. Preciso que me dê...