quarta-feira, 21 de março de 2012

"Ando necessitado de dizer quem sou.Careço de encontrar alguém a quem eu possa retirar máscaras, mostrar o coração."
(Pe.Fábio de Melo-Tempo de esperas)

Imagem do Google

Como precisamos e carecemos revelar quem somos lá do fundo de nosso eu. Colocar para fora realmente o que pensamos, como reagimos a tais fatos que ocorrem no dia à dia e que muitas vezes nos resguardamos para não magoar, não humilhar, não machucar pessoas que passam por nós ou pertencem ao nosso meio.
Até tentamos falar, colocar para fora como somos, mas como entender o ser humano? O que eu penso realmente, talvez para o outro não seja o que ele vê. O que falamos que para nós parece a nossa verdade, para o outro pode ser a inverdade contida em palavras jogadas ao vento.
Não é fácil retirar essa máscara, para quem não consegue ver de verdade quem a gente é.
Por mais que tentamos mostrar como somos, captar essa essência não é fácil, pois como saberemos o pensamento do outro?
Como mostrar meu coração que por vezes machucado, magoado, ressentido por não perceberem do que eu preciso?
Esse alguém que careço, onde está?
Penso que em silêncio, consigo retirar toda essa máscara e mostrar verdadeiramente meu coração e só tem alguém que consegue ver totalmente como sou.
Esse alguém é Deus que me conhece como ninguém!



9 comentários:

  1. Oi Bel, grande verdade...a relatividade que habita em tudo dificulta as relações e nos fragiliza "será que ninguém percebe o que eu sinto? ninguém entende do que eu falo? será que ninguém me conhece?" Nossas verdades não são as alheias e esse é o grande desafio de conviver.
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Tudo isso que você pensa, também passa na minha cabeça, mas no final cheguei a mesma conclusão que você é melhor o silêncio, pois assim as pessoas veram a nossa vida e a nossa vida fala por si, independente do que pensam ou acham as pessoas, por que tem pessoas que por mais que você faça tudo certo elas sempre vão pensar o pior, aprendi isso enquanto outras podem fazer tudo errado mas as pessoas vão valorizar, por que quem gosta é assim, gosta de você e ponto independente da forma que você vive, mas quem não gosta não adianta sempre vai achar defeitos, tudo que fizer vai incomodar. Bjs Eliane

    ResponderExcluir
  3. Certamente amiga somente Deus nos vê como somos e vê com olhos de amor!!Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Hoje vc esta aqui:
    http://amizademarcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Li no final uma verdade que não da para contestar.
    Deus realmente conhece o coração de cada um de nos
    nunca conseguiremos ser perfeitos para ninguém sempre haverá uma critica.
    Tudo que precisamos aprender é amar a nos mesmo primeiro conseguindo isso.
    Já teremos feito a metade do caminho seja sempre quem você sempre foi amiga.
    Para mim você não tem defeitos depois de amar a mim mesma amo meu próximo sem olhar muito mesmo quando me magoam como sempre acontece.
    Eu aprendi ver as qualidades vendo defeitos só assim consegui ter paz.
    Beijos na sua alma amada.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Bel!

    Muito profunda essa reflexão. Carências, todos nós temos, mas, talvez nunca encontremos quem nos acolha de forma plena, a não ser que nos ame sem limites: o próprio Deus. Busquemos a ele, então.

    Beijos
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  7. Muito dificil esta acolhida e reconhecimento total por um ser humano, pois vemos e sentimos o outro, a existênciancia , a partir de nós. Que a fé divina a conforte.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. oi Bel
    com certeza o ser humano precisa desta oportunidade de ser quem ele é, sem medo, sem julgamentos.
    E quem melhor que Deus, né?
    bjsssssssss

    ResponderExcluir
  9. Com toda certeza,Deus pois sem ele nada somos!
    É Deus que nos ergue,nos faz ver além de nossos olhos,nos leva aonde de fato devemos ir.
    Abraço querida,paz e alegria nos teus dias,=)

    ResponderExcluir

De volta

Amigos... Desde Dezembro, tanta coisa aconteceu...Minha vida deu 360º , mas se estou feliz? Estou em paz, leve e solta...(não no sentido...