sábado, 15 de dezembro de 2012

Blogagem coletiva de Natal


Eu escolhi esse texto para a blogagem coletiva da querida Rosélia do Blog Espiritual Idade, pois fala muito daquilo que sinto nesta época, não sou fã do mês de dezembro, gostaria que já fosse 2013, pois é muito cansativo e me faz ficar muito triste, não pelo o que realmente significa para mim e no que eu acredito na minha fé, no nascimento de Jesus(tenho minhas dúvidas, assim dizia um professor de Teologia, que devemos ter sempre dúvidas, vivemos constantemente em busca de respostas, das quais nunca a temos completamente).
A TV apela para o consumismo e para a caridade somente no final de ano e o todos os outros meses, como ficam aqueles que realmente precisam?
O verdadeiro sentido de que é importante e me deixa contente é quando fazemos diariamente aquilo que Jesus quer e que realmente acreditamos, não somente num determinado mês.Para minha felicidade, sabendo que a temos por momentos é tentar ser melhor a cada dia.Nada como um dia após o outro.Quando termina um dia amanhã terei certeza que ontem fiz algo de bom.Mas nem sempre é assim, pois somos humanos demais(rsrsrsr), erramos mais que acertamos.
Vale lembrar que a tentativa é válida, pois no fundo sempre queremos fazer o melhor!
E isso faz que eu tenha sucesso com aquilo que eu acredito.


Encerrar ciclos


Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu....
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.
Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..
E lembra-te:
Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão.
Estou em dúvida ainda sobre o autor se é Fernando Pessoa ou Sonia Hurtado.

Entrei neste blog que tem uma explicação, mas tenho certeza que alguém vai me dar uma informação correta, quem sabe a Luma...

12 comentários:

  1. Bel, muito profundo este texto. Realmente me fez pensar que até pouco tempo não conhecia um "amigo" que só me trouxe dor. "houve uma época em que podia viver sem aquela pessoa"
    Muito obrigada pela reflexão.
    bjs.

    ResponderExcluir
  2. Adorei saber das suass alegrias e de suas buscas e conquistas. Vim brindar esta postagem que ficou muito bela. Também aderi e vim visitar os amigos que dela fazem parte.
    Um grande abraço e lindo sábado...

    ResponderExcluir
  3. Este texto é fantastico mesmo e ja foi atribuido a Paulo Coelho e Pessoa,mas li que é da Sonia Hurtado(jornalista Colombiana). Assim voce ilustra muito bem sua participação nesta bela ideia da Roselia.
    Parabens e bom fim de semana Bel.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá, querida amiga
    Deve ter estranhado meu "sumiço"... expliquei as razões no face e no próprio blog no comentário... espero que já tenha lido...
    Estou melhor um pouco (não posso me deter muito por aqui e o blog voltou ao ar só há pouco)
    Fico muito feliz por ter participado desta distribuição de alegrias ou ao longo da vida ou ao longo do ano que se finda... Era bem esse o objetivo primordial da blogagem: animarmo-nos!!!
    Isso só nos cria mais ânimo e generosidade para assumirmos, com garra, o novo que virá...
    Bel, também me considero fechando um grande ciclo para entrar noutro muito diferente... de serenidade e prosperidade em outros aspectos do meu ser... Ótimo texto de reflexão!!! parabéns!!!
    "ANIME-SE, MANTENHA O ESPÍRITO ELEVADO, AS COISAS VÃO MELHORAR".
    (Anne Frank)
    Me perdoe a demora em passar... aos poucos chego em todos...
    Bjs de Boas Festas

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Saudades, as coletivas nos aproximam e reaproximam.
    Parabéns pela sua participaçãp.
    Boas festas.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. O Natal é um tempo de amor e amizade, de perdão e benevolência, de generosidade e carinho, de alegria e união. Que a magia e luz do Natal, consigam prevalecer no coração dos homens ao longo de todos os dias do ano, para que seja sempre NATAL. Um Feliz Natal.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  7. Muito importante a questão do encerramento de ciclos! Excelente contribuição à BC da Rosélia.
    bj Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir

  8. Olá Bel
    Parabéns por sua postagem, muito bonita.
    Gostei muito de sua sinceridade no seu modo de pensar.
    Feliz Natal
    Maria Luiza (Lulú)

    ResponderExcluir
  9. Feliz Natal e um ótimo 2013!!! Bel, a propósito, aceite meu convite e venha ver o texto de número 292 de minha literatura amadora. >>> HEMATÓFAGO no http://jefhcardoso.blogspot.com lhe espera. Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Olá Bel,
    Adoro essas BC. A Rosélia nos proporcionou falar um pouco das alegrias. Adorei estar por aqui.
    Beijos mil

    ResponderExcluir
  11. Olá, querida Bel
    Venho, novamente, para uma despedida de férias onde poderei não só descansar como curtir o primeiro níver de um netinho e as respectivas Festas de fim de ano junto à família (que curto muito)...
    Venho expressar, publicamente, uma vez mais, o meu agradecimento pela imensa consideração para comigo, meu blog e o meu convite de mais uma blogagem pois sei que foi num mês de muitos afazeres e tivemos todos que nos desdobrar para vencer mais essa etapa que vejo como AMIZADE irrestrita pois os tenho assim aqui na blogosfera...
    Alguns vieram, via e-mail ou outros, responder ao chamado (alegando o motivo pelo qual não puderam participar desta vez) e me dar uma satisfação por pura amizade também visto que nem seria preciso pois eu compreendo, perfeitamente, como todos estamos atribulados (apesar de felizes) nestes dias finais do ano de 2012...
    Relembramos infância, adolescência, juventude até aqui... Foi bom demais!!!
    A maioria optou pelas alegrias tão somente e uns fizeram a gente ter a certeza de que o Bem vence o mal ou seja, aqui no caso, a Alegria vence a não alegria...
    Foram diversas formas de expressão que me fizeram saltar do outro lado da tela de alegria pura...
    Como fiquei feliz com o que vcs postaram com tanto carinho e esmero!!!
    Dizer obrigada é pouco demais mas eu me sinto na condição de dizê-lo com o coração, mesmo assim: MUITO OBRIGADA...
    Não teve um só post que deixou a desejar porque TODOS foram escritos por amizade e é isso, para mim o que conta, viu???
    Sabedoria humana tem a sua vez e hora mas aqui não é o que tem prioridade para mim e sim, SINCERIDADE DE CORAÇÃO... o que não lhes falta para comigo...
    No mais, agradeço essa abertura do coração de TODOS... acho isso esplêndido!!!
    Vibro do lado de cá... nunca espero menos numa blogagem assim, saí dela muito enriquecida e, como viajarei amanhã, passo para agradecer tão somente.
    Bjs fraternos de Boas Festas

    ResponderExcluir
  12. Com certeza foi uma iluminação que fez vc encontrar e postar este texto, pois senti imediatamente a vontade de salvá-lo e imprimir, não só para mim, mas para fazer presente a outras pesssoas; pq com certeza é um presente poder ler esse texto. Obrigada por vc existir e estar aqui neste momento compartilhando conosco coisas lindas no seu blog. Bjsss

    ResponderExcluir

De volta

Amigos... Desde Dezembro, tanta coisa aconteceu...Minha vida deu 360º , mas se estou feliz? Estou em paz, leve e solta...(não no sentido...