Blogagem coletiva-Fases da Vida-Adolescência

Adolescência uma fase sem compromisso.


Proposta

Lembro de minha adolescência com saudade, do "não compromisso", do "não estou nem aí", que "tudo é fácil "e "de nada se tem medo".
Medo o que é medo?
Enfrentava o mundo se fosse preciso, menos os pais, professores e avós.
Eu vivi minha adolescência em um tempo que se  aproveitava a vida, sem maiores compromissos, a não ser pesquisar na Biblioteca e fazer Educação Física à tarde.Uma bela desculpa para sair e ficar na praça central da cidade.
Eu tinha muitos amigos, ficaram alguns que marcaram e  muitos conhecidos.
Rolava uma paquera é claro, mas geralmente todas as gurias gostavam do mesmo guri...Imaginem então a situação.
As festinhas era de garagem e sempre tinha um tema que deveria ser usado, bebida fanta laranja, fanta uva, groselha  e os ponches. 
Lembram dos questionários?
Diário?
Caderno de pensamento?
Com isso podíamos descobrir tudo dos nossos amigos...
Pena que hoje não existe mais festinha de garagem, contato com os amigos, tudo foi substituído por mensagens no hotmail, SMS,pastas de arquivos e mensagens tiradas prontas do google.
Estamos em outra época, filhos diferentes e irreverentes e que tem suas opiniões formadas, mas que vivem os mesmos questionamentos, as mesmas alegrias e tristezas, só um pouco apagados.
Nunca tem nada para fazer, tudo é "chato"!!

Que venha a próxima fase!


Comentários

  1. Bel maravilha de post!
    Relembrei de algumas festinhas de garagens que fui.
    Era bom demais.
    E os questionários? Adora respondê-los.
    Bom demais esse tempo. rs
    Boa semana
    Xeros

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida Bel
    "Na ternura de um amanhecer,
    Eu observei a beleza do orvalho".
    (Sandra)

    Lendo o seu depoimento me parece mais com a linguagem da filhota do que com a minha (outra geração)... nunca disse um "to nem aí"... seria um desastre!!! rsrsrs...
    Eu que me atrevesse...
    Aulas de Educação Física eram espetaculares... também apreciava demais...
    Lembro-me de tudo o que mencionou...
    Quanto ao viverem um pouco apagado as mesmas coisas... eu sim vivi apagadamente... minha filhota e filhos viveram intensamente e foram mais verdadeiros... creio eu!!! Até hoje não aceitam nada sem discutir... Podem!!!
    Viva o poder expressar o que se sente... vc frisou bem isso!!! Parabéns!!!

    "...é o molhar do orvalho quem vê meus passos...
    é minha vida me chamando pra viver"
    ( Fractais de Calu)

    Tenha um excelente Domingo de paz e alegria.
    Bj com gosto de adolescência (o lado bom dela).

    ResponderExcluir
  3. É diferente mesmo agora...Eles são muito mais parados...Linda tuaparticipação! beijos, chica

    ResponderExcluir
  4. Bel,
    Meu filho quando criança é que dizia: "tá chato, o que eu faço agora?"
    Essa história de todas as meninas gostarem do mesmo menino também vale ao contrário...rs! Antes dessa fase, ninguém queria saber do sexo oposto.
    A era da internet é diferente, mas as mudanças são inevitáveis. Sempre há um fosso entre uma geração e outra. Consequentemente, os conflitos aparecem.
    Achei melhor quando passou essa fase, sabe? Mas não foi ruim.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Bel,
    Com essa blogagem coletiva vc está trazendo em mim minhas próprias lembranças de uma epoca que não volta mais. Acho que nossa juventude era muito parecida: todas paquerando o mesmo garoto, festinhas nas casas das amigas, diários, cadernos com questionários...Que tempo bom. Agora mesmo estava passeando no shopping com duas amigas dessa época que ainda somos amigas.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  6. Oi, Bel:
    Tempos serenos, sem dúvida.
    E de tudo o que v. escreveu, ficou a constatação de que para os jovens de hoje tudo é chato !!!
    Não tem nada para fazer ! Eu já disse para o meu marido que a próxima vez que alguém reclamar que não tem nada para fazer, eu vou exigir que me diga o que quer fazer !!!
    E eu já sei que não vão saber dizer...

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. acho que respondi uns 300 questionarios!! rsrs

    ResponderExcluir
  8. E eu fiz muitos questionários...
    Bjs Bel

    ResponderExcluir
  9. Realmente era uma época boa, apesar das dificuldades, era feliz e não sabia, eu era uma que pesquisava na biblioteca publica, e a usava como desculpa para sair de casa, era o jeito, questionários fiz e respondi a vários, também tive uma fase de colecionar papel de carta...
    Muito bom recordar, adorei a postagem!

    ResponderExcluir
  10. Oi Bel,
    Tô adorando os seus posts...realmente me faz pensar na vida!! Hoje estou tranquila porque meus filhos são pequenos e fico imaginando como estará o mundo daqui a 10 anos quando eles forem aborrecentes!!Dá um medo!!Não dá pra sofrer por antecipação e tem seguir em frente, em paz e educando essas crianças da melhor maneira possível!!beijocas

    ResponderExcluir
  11. Olá querida.
    Só acompanhando os relatos. Identifiquei-me com as festinhas, os diários,enfim momentos de prazer. Realmente a garotada agora está numa outra... faz parte das mudanças de época.
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Tambem participo da blogagem coletiva:
    http://mariazinhap.blogspot.com/2011/05/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html
    Parabens pela sua postagem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Bel,
    Que delicia de post.
    A cada palavra que eu lia, eu ficava aqui, rindo sózinha...kkk
    primeiro, porque me faz lembrar das mesmas situações que passei..como o da biblioteca.
    ah, e o caderno de enquete, eu adorava.
    E fazia com o mesmo intuito que vc falou, pegar informações dos paqueras.
    Mas me lembro que antes, era tudo tão lindo, tão ingenuo, diferente de hoje em dia, não é mesmo?
    ah, essa blogagem me deixou mais leve.

    beijos e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  14. Bel,

    Por guardar algumas lembranças que me entristecem, esqueci de muitas coisas na hora de fazer o meu post. Mas andando pelos blogs, pude reviver muitas coisas boas.
    Aconteceu aqui,quando me lembrei do diário, caderno de pensamentos.. que lindo lembrar isso.
    Bacana demais!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Querida Bel!
    Tal como vc falou e muito bém, também em mim isso se passa "Lembro de minha adolescência com saudade, do "não compromisso", do "não estou nem aí", que "tudo é fácil "e "de nada se tem medo".
    Medo o que é medo?".

    Um grande beijo, boa semana e continue escrevendo coisas lindas como esta. Estarei aqui te acompanhando com muito gosto.

    ResponderExcluir
  16. Bom dia Bel!
    Fiquei super contente com a sua visita e amei vir conhecer seu cantinho!Linda semana!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. A melhor fase é a adolescência e ela sempre deixa boas recordações. Mesmo em tempos difíceis.
    Paz e bem!
    Tenha uma linda semana!!

    ResponderExcluir
  18. Bel, que lindo post, puxa vida, vc lembrou daqueles cadernos, dos dários. muito legal! Parabéns! Bjbjbj!

    ResponderExcluir
  19. Oi, Bel! Adolescente é e sempre será adolescente - querendo desafiar a tudo e todos, e achando tudo "chato" - em qualquer época, rs.
    Boa lembrança das festinhas, questionários e dos "musos" das garotas! Beijos :-)

    ResponderExcluir
  20. Bel, até parece que vivemos a mesma época...rs, adolescência é tudo igual.
    Caderno de pensamentos, diários, questionários, poesias...enfim, tudo isso e muito mais!
    Agradeço a visita e te espero mais vezes, ok?!
    Bjuss!!!

    ResponderExcluir
  21. Adorei sua postagem,e os questionários lembrei em uma outra postagem.Ocaderno de pensamentos e poesias ainda tenho!!!!Bom demais.Só não fui festa de garagem porque meu pai não deixava mesmo...Bjss

    Minha participação está no blog Rumos Libertadores: http://rumoslibertadores.blogspot.com
    Comente e concorra a um livro pela loteria federal ,até o dia 28/05,A SUA ESCOLHA!!SE QUISER SEGUIR,POOOOOOOOOODE!!!!E EU AGRADEÇO!!!

    ResponderExcluir
  22. A diferença daquele tempo para agora é que o mundo agora gira mais rápido. Não temos tempo para um sentar no banco da praça e esperar os amigos chegarem, sem agenda prévia! Hoje já saímos com tudo programado e já como pressa de retorno. Amadurecer é assumir responsabilidades! Beijus,

    ResponderExcluir
  23. Seu blog cada vez mais lindo...Vim para te convida para vc pegar o teu selinho comemorativo la no meu cantinho ok...Bjus
    http://wwwdeiablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Oi Bel!
    Que legal que era!Tantos questionários, cadernos de pensamentos... Tive meus altos e baixos... Acho que esta juventude é msmo vazia, a internet congela os sentimentos...
    Beijão e uma excelente semana!

    ResponderExcluir
  25. Beelll
    Que saudade da infancia...
    Das enquetes... a gente ficava esperando pro menino que a gente gostava responder... pra gente saber mais sobre ele...
    Hehehe
    Que gostoso lembrar disso...

    Se quiser dá uma passadinha no meu blog

    www.ofabulosovestir.blogspot.com

    E se gostar pode seguir que vou adorar te seguir de volta!

    ResponderExcluir
  26. Muito bem lembrado Bel.
    Creio que de norte a sul, a adolescência brasileira teve mais identidades que diferenças em nossa época.
    Curti tudo isso que vc listou: questionário, cadernos de pensamentos e poesias( que tenho até hoje), bailinho de garagem, flertes na pracinha, sorvete na padaria.
    Obrigada pela visita.Apareça!
    Bjos,
    Calu
    Tudo muito pueril, muito suave,mas intenso na sua vivência.
    È bom demais partilhar estas lembranças.

    ResponderExcluir
  27. Oi, Bel!

    Que delícia de post! Viajei no tempo... Lembrei dos diários, questionários, pracinha central da cidade, festinhas... muita coisa parecida da minha adolescência... e que final lindo, uma grande exortação.

    Beijos
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  28. OI...então...essa ´a grande diferença para a juventude de hoje...a gente saia mais...s divertia na rua, batia mais papo...enfim
    E respeitava mais também os pais, os profs...
    Ahhh...tá saudade...rs
    Um abraço na alma...boa semana
    Beijo

    ResponderExcluir
  29. Olá Bel.
    Quanta recordação esta blogagem nos trás. Saudades do nosso tempo. Você colocou muito bem as diferenças em que vivemos hoje com nossos filhos.E como mudaram!! Bjs.

    ResponderExcluir
  30. Bel,
    apesar da magnifica adolescencia que vivi, também lembro de ter momentos de tédio. E tinha o sindrome do domingo à noite! Detestava pensar que no outro dia já era segunda-feira, escola, compromisso... Aí emburrava, de mau humor, sofria por antecipação e não aproveitava as restantes horas de domingo. rsss
    Beijinhos,
    Rute

    ResponderExcluir
  31. Minha adolecência foi tão diferente, muitas brigas com os meus pais, o que me salvou foi que entrei para a igreja. Bjs Eliane

    ResponderExcluir
  32. Muito singela a sua adolescência. Que vida gostosa essa da falta do compromisso. Beijos Rachel.

    ResponderExcluir
  33. Olá Bel
    O seu texto fez-me recordar tb alguns aspectos da minha adolescência, como escrever em diário, eu escrevi uns quantos! :)
    Os jovens de hoje em dia têm demasiadas coisas à sua disposição, já não sabem para onde se virar, parece que têm que estar sempre em actividade (nem que seja no computador ou a enviar dezenas de sms), mas depois qdo param um pouco já estão com tédio...

    bjs

    ResponderExcluir
  34. Que bom que tiveste uma boa adolescencia,sem muitas interrogações.Bem diferente da vida dos adolescentes de hoje,que agem de uma maneira meio egoista,cuidando principalmente do seu EU.beijos

    ResponderExcluir
  35. Nossa, vc me fez viajar. Não me recordava mais dos questionários. Quantos não respondi! Os bailes nas garagens... nos divertíamos de uma forma simples, sem drogas, consumismo, tantas violências. Boas épocas!!!

    ResponderExcluir
  36. Bel
    Maravilhosa participação e é isso mesmo bons tempos foram os nossos e você me fez lembrar das brincadeiras de pera, uva, maçã ou salada de frutas. Poxa era muito bom e a gente torcia para ser o rapaz que a gente gostava para pedir salada de frutas e claro que eles também.

    E agora que venha a próxima fase que muita coisa vai rolar.

    Beijos e uma linda semana

    ResponderExcluir
  37. ora não posso concordar com o viver mais apagado xD pela internet se descobrem os mesmos segredos dos amigos e marcam-se encontros. Simplesmente junta as pessoas de outra forma =P

    beijinhos

    ResponderExcluir
  38. Rs... Meu irmão tinha uma bandinha cover que se reunia na garagem rs..

    Beijnho e muita paz...

    ResponderExcluir
  39. Oi Bel, adorei esse teu: a gente encarava o mundo mas morria de medo dos pais, aahaha, era assim mesmo, menina! Nossa, como a gente aprontava nao é?? Caramba!!!! Olhando hj, gracas a Deus meus filhos nao puxaram a mae :-)

    gracas a Deus MESMO...
    Bjs Bel!!

    ResponderExcluir
  40. Bel, amiga! Quantas lembranças deliciosas: caderno de pensamentos! Eu havia me esquecido completamente dele. Foi um tempo lindo, quando tudo, mas tudo mesmo, ainda era sonho. Adorei o post! Beijo

    ResponderExcluir
  41. Á todos que comentaram, obrigado!!!
    Não vou citar nenhum, pois cada um é especial...
    Li todos com carinho e minha resposta a cada um é estar presente em seus blogs!!
    Beijo no coração.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Blogagem Coletiva 5ª Fase - Reintegração

Poema à boca fechada