Como entender!

Gostaria de entender porque os homens não conseguem entender as mulheres em alguns sentidos, porque temos que estar a disposição sempre?
Eu fico louca da vida com isso...
Antes eu ficava preocupada, mas agora não fico não.Acredito  que o que eu sinto é minha vontade e não vontade dele.Que meus anseios e desejos devem e são minha prioridade e nada vai me tirar isso.
Tenho vontade própria e quero sentir que são minhas e de ninguém mais.
Se não fizer do jeito e maneira sentem-se no direito de ficarem emburrados  e nós que somos as sentimentais.Mereço!!
Já perceberam quando ficam doente?
Passam o dia inteiro gemendo pelos cantos e quando a gente fica? Ficamos o dia inteiro sentindo a dor,latejando, mas sequer falamos ou nos queixamos.
Antes eu ficava guardando tudo e fazia as coisas automaticamente, um dia joguei tudo para o alto e disse que só faria aquilo que tivesse vontade e que me fizesse bem.
Falo tudo isso no sentido geral  e ter que fazer alguma coisa para agradar, no sentido duplo também.
Penso que um casal tem que ter seus gostos e preferências sem magoar o outro, aceitar o espaço do outro, não como fosse o escravo do outro.
Tentamos de todas as maneiras entrar em um diálogo sem entrar em discussão.
E quando estou no meu silêncio, tento encontrar uma explicação por serem tão práticos e objetivos?
Isso acontece poucas vezes, mas quando acontece, me segurem.
Vai entender ...e depois somos nós as complicadas.

Comentários

  1. Oi Bel isso é mesmo complicado ... mas eu costumo dizer que somos dois se transformando em um, porque cada um te que ter sua individualidade, um tem que respeitar o outro mas ao mesmo tempo a cumplicidade o companheirismo e a compreensão nos transforma em um.
    Beijos no coração
    Marcia

    ResponderExcluir
  2. Aaahhh isso vem de muito tempo.. E o pior que as mulheres continuam educando seus filhos dessa forma.
    Sabe aquela velha frase que dizia que quando casava virava um só? Pois é, a mulher tinha que passar a viver a vida do homem e sabemos que isso não existe. Duas pessoas, duas personalidades e companheirismo é a palavra chave.

    ResponderExcluir
  3. Hehehe, Bel. Também to contigo! Essa de ficar emburrado me deixa muito arretada. Só basta a gente esquecer de fazer algo que tinha que fazer. Cê sabe, uma vez, churrasco lá em casa, família lá esperando na maior alegria e eu, levando bronca, mulher. Embrulhei mal embrulhada a carne no papel aluminio. E parecia que era o fim do mundo. Doente? É um tal de ai ai...que eu, já cheia também, me finjo de morta. Fico no hãn?? Daí qdo ele insiste em me fazer notar que tá doente, eu dou um remedinho pra ele se calar. E eu posso morrer dura e ele nem nota se eu não falar. O que só acontece nas últimas. Mas, o pior: se a gente estiver sem eles, distante, ausente, viajando...sente uma falta amiga!kkkk...beijo grande

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Blogagem Coletiva 5ª Fase - Reintegração

Poema à boca fechada