quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Encontro casual - Quero me virar



Imagem via tumblr

Mas tenho que encontrar seus olhos e a fazer a pergunta clássica. -O que aconteceu?
-Bom dia. Respondi um pouco sem jeito e tímida ao mesmo tempo.
Sua mão veio de encontro ao meu rosto e pegou-me desprevenida, senti leves choques e me retraí.
-Conseguiu dormir bem? Sua sobrancelha  levanta com um suave sorriso.
-Sim tão bem que não sei o que estou fazendo aqui?
Ele solta uma sonora gargalhada.
-Sempre com bom humor, querida!
-Neste momento não estou com bom humor, gostaria realmente de saber como cheguei aqui e porque estou sem roupas, pois não consigo lembrar-me de nada.
-Nada como um bom champanha para esquecer tudo. Parece que não lembra mesmo do que aconteceu.
-Sim, minha cabeça lateja um pouco, mas quero saber o que fizemos.
-Você não imagina? Ele levanta rápido e está com a calça do pijama.
Já estava fechando os olhos para não me deparar com ele nu, observei que continua da mesma forma física da última vez que nos encontramos,  um pouco mais magro talvez, mas os ombros largos,cintura bem torneada e musculosa.Os cabelos mais curtos e encaracolados, alguns grisalhos, na realidade continua lindo como o conheci.
-Não consigo sequer imaginar. Respondo ironicamente.
- Daiane, contarei como aconteceu.   Quando nos encontramos por um acaso, ficamos conversando até tarde e começamos com vinho e depois para o champanha. E pelo que sei você sempre foi fraca para a bebida, não deu outra. Acabou bêbada.
-Até aí tudo bem, mas o que estou fazendo aqui na sua cama e nua?
-Você acabou desmaiando e trouxe para o meu quarto, já que o restaurante é do hotel. E como dá para perceber é uma cama de casal e eu não iria dormir na sala.
Fiquei mais tranquila. Mas, tinha mais perguntas. Ele percebeu minha inquietude e continuou.
-Coloquei você no chuveiro com roupa para ver se reagiria. Já mandei para a lavanderia, deverá estar de volta logo.E a deitei sem roupa.Se a sua preocupação é que fizemos algo, não chegamos a isso, pois não estava em condições e também não iria me aproveitar de você desta maneira.Satisfeita?
-Sim, obrigado Rodrigo!

(Bel Rech)

2 comentários:

  1. Não sei se é um acontecimento real ou fictício, gostei do que li, apesar que estando nua em frente de alguém e nem sequer nos lembrarmos do que aconteceu é um pouco constrangedor e de desconfiar. =/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Bel! Só para ter certeza, pois vi que outras postagens levam o mesmo título, esta é uma história contínua, certo?
    Pois gostei bastante do que li. Uma verdadeira prova de, no mínimo, respeito. E dá para ver um casal promissor nela =)
    Bela imagem selecionada para ilustrar o texto, aliás.
    Um grande beijo!

    ResponderExcluir

De volta

Amigos... Desde Dezembro, tanta coisa aconteceu...Minha vida deu 360º , mas se estou feliz? Estou em paz, leve e solta...(não no sentido...