Quando foi que não percebi

Quando foi que não percebi que o amor se foi...
Tudo o que vivemos, tudo o que sentimos.
Quando desapareceu?
Tudo que falamos, tudo o que vimos.
Quando desapareceu?
Tudo o que vibramos, tudo que choramos.
Quando desapareceu?
Tudo que acreditamos, tudo o que sonhamos.
Quando desapareceu?
Todo aquele amor que sentíamos um pelo outro.
Quando foi que não percebemos que o amor se foi e nos deixou tão solitários?

Comentários

  1. Oi, Bel...
    Um Poema Saudosista...ou que mostra aquilo que poderíamos ter feito ou saudade do que ficou demonstra que ainda não estamos indiferentes ao Amor...
    É o que importa....
    Um abraço carinhoso,

    Sapatinhos da Dorothy

    ResponderExcluir
  2. Se foi embora é porque não era amor! Apenas uma miragem da nossa vontade de querer encontrá-lo. Acho que nos iludimos quando encontramos alguém que supre algumas qualidades que mesmo indiretamente admiramos e nos sabotamos! Com esse pensamento, fica mais fácil diluir esse amor acabado. Bom fim de semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  3. Seus textos são ótimos, sempre me fazem pensar, refletir e agir. Nem sempre temos respostas para todas as perguntas. Bjs Eliane

    ResponderExcluir
  4. Olá, querida
    Quando vem a gente vê logo... os sinais são intensos... mas quando se vai é mistério...
    Mas a vida continua e Deus tem sempre o melhor pra nós... acredite em vc... no que é capaz!!!
    O amor nos alcança...
    Bjm de paz

    ResponderExcluir
  5. É bem assim mesmo: qdo nos damos conta, já foi...
    Bjão !

    ResponderExcluir
  6. Oi Bel.
    As vezes a gente não percebe, outras vezes a gente percebe e se assusta e vai deixando de lado, talvez por medo de enfrentar. É uma boa reflexão, quando desapareceu???? Uma boa semana pra você, bjs.

    ResponderExcluir
  7. Ual, Bel, quanta sensibilidade!
    Adorei!

    O amor tem disso né, às vezes é como o vento, não sabendo de onde vem, nem para onde vai, ele passa toca nosso coração, atrapalha nosso cabelos e nem nos damos conta de que já se foi.

    Ótima semana para você!

    ResponderExcluir
  8. A gente não percebe logo, às vezes leva mesmo um tempo...

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. É, nem sempre vimos o que já se foi e nem percebemos o quanto a solidão está presente.Li em algum lugar acho que o autor é o Caio, mas não afirmo ....que o amor deve ter espaço para voar e liberdade para ficar.Uma semana encantada e recheada de inspiração.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  10. Oi Bel!
    É mesmo assim, aos poucos os sinais vão surgindo e negamos a nós mesmos o que vemos e quando percebemos realmente já é tarde, se foi...
    Beijinhos e uma semana de paz!

    ResponderExcluir
  11. Lindo!
    as vezes o amor passa pela gente e nem percebemos ele ir!!!

    vc já tá participando do sorteio!!???

    bjoooooo

    http://castro-pri.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Bel!

    Penso que a rotina vai desgastando o amor, a conta gotas, e quando menos se espera, já foi, e não sabe-se onde tudo começou... Belo poema!

    Beijos
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  13. Querida Bel,
    o problema não é o amor se ir...

    O problema é se o amor pelo outro se foi e o amor-próprio deixou de existir também.

    Na idade em que estou, costumo aceitar mais ou menos bem quando o amor desaparece. Ele acaba mas não apaga o amor vivido. As recordações ficarão sempre. Agora é arranjar forças para sarar as feridas visando amar de novo sem medo.

    Beijinhos.
    Rute

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Blogagem Coletiva 5ª Fase - Reintegração

Poema à boca fechada